quinta-feira, 5 de julho de 2007

CORRER ATRÁS DO VENTO


“Então, vi que todo trabalho e toda destreza em obras provêm da inveja do homem contra o seu próximo. Também isto é vaidade e correr atrás do vento”. Eclesiastes 4:4.

Nossa mensagem para hoje toca em um ponto bem sensível para nós: o esforço humano no desempenho do trabalho e as suas implicações. Salomão olha para o trabalho, e a aplicação dos humanos às coisas da vida, e ele vê que a motivação para o sucesso é o desejo de ser melhor do que os outros. Não podemos negar que dentro de cada um de nós existe um anseio de sucesso, de vitória, de poder, e também sabemos que não há nada de errado em ter alvos e objetivos a alcançar. O problema é quando concentramos toda nossa energia e buscamos o sucesso para satisfazer nossa auto-suficiência. A satisfação própria e o desejo de ser melhor do que os outros têm nos escravizado a uma obsessão louca por posições e poder. O desejo de estar na frente, ou acima dos outros tem sido a motivação para milhares de pessoas. Para elas, a vida é uma competição, ganha quem corre melhor. Pessoas assim, se concentram em olhar mais a vida alheia do que a sua própria. E esta falta de auto-avaliação, impede o crescimento interior.

O dicionário Aurélio define a palavra inveja como: “desgosto ou pesar pelo bem, ou pela felicidade de outrem. Desejo violento de possuir o bem alheio”. Poderíamos afirmar com segurança que o sentimento de inveja nasceu junto com o pecado no céu. Lúcifer desejou o lugar do Filho de Deus e motivado pela inveja, iniciou uma rebelião nas cortes celestes. A estratégia de comparar pessoas, levando-as a sentirem inveja uma das outras, é típica do inimigo. Essa tática funcionou no Éden quando a serpente começou a comparar a criatura com o Criador. As páginas bíblicas estão repletas de exemplos onde à inveja foi a causa da ruína de muitas pessoas. Logo nos primórdios, Abel perdeu a vida por causa deste mal. José virou escravo também por este mesmo motivo. Cristo terminou em uma cruz porque de certo modo os principais sacerdotes e judeus tinham inveja dele.

Nossa soberania por poder e domínio, mostra um grande contraste com a vida de submissão e amor de Jesus Cristo. O modelo de Deus para a vida humana na terra do pecado é revelado na vida e ministério de Seu filho. A forma em que vivemos deve ser comparada com a que Ele viveu, e pelos méritos do Seu sacrifício nós podemos glorificar a Deus num mundo onde a mídia tenta alimentar nosso ego. A vanglória humana é causada pelo pecado e coloca em nosso coração o desejo de sermos superiores uns aos outros e às vezes até ao próprio Deus. Quando Cristo não governa a nossa vida, nós nos tornamos um alvo em potencial do inimigo. Nosso coração se torna vulnerável à presunção e à vanglória. S. Paulo quando escreveu aos Gálatas, nos alerta a respeito dos distúrbios que essa conduta causa na vida cristã. “Não nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja uns dos outros”. Gálatas 5:26. A vanglória e a inveja caminham de mãos dadas, provocando contenda e competições entre as pessoas. Muita gente está disposta a pagar qualquer preço para alcançar o sucesso.

A mensagem do sábio termina dizendo que essa inveja e busca pela grandeza é vaidade. É como correr atrás do vento, sem direção e sem lugar para chegar. Assim como a natureza reflete o seu Criador, nós fomos criados para glorificar o nosso Pai Celestial. A estrada da glorificação do Pai é estreita e difícil. Por vezes vamos ter a impressão de que estamos perdendo a batalha, mas o Calvário nos dá a certeza da vitória. O sucesso deste mundo é temporário e para nós, cristãos, somente o galardão eterno pode nos contentar. A vida neste mundo não tem recompensa, só a receberemos na eternidade. A inveja foi um dos fatores que crucifixou Jesus Cristo no madeiro. Este mesmo sentimento também quer levar você à vaidade e, conseqüentemente à morte espiritual hoje. Olhe para a cruz! Deixe que o sangue de Cristo lave seu coração e que a Sua glória resplandeça em sua vida....

Amor uns aos outros a Igreja e JESUS no coração !!!!