terça-feira, 20 de outubro de 2009

O MUNDO DE HOJE

Tu, porém, Daniel, cerra as palavras e sela o livro, ATÉ O FIM DO TEMPO; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará, Daniel 12:4

Apesar das maravilhas da tecnologia, das invenções ilimitadas e do avanço da ciência, o homem cada vez mais parece ir de encontro a um único destino: sua destruição e também do planeta.Com o decorrer do século vinte, a humanidade sentiu que as chagas do mundo seriam curadas pelo aumento da "sabedoria", que foi multiplicada como jamais se viu nos cinqüenta e nove séculos anteriores. Acreditou-se que o homem baniria de uma vez por todas a pobreza, a injustiça, a doença e que o mundo se tornaria cada vez melhor. Mas será que é isto que vemos? O homem está se tornando cada vez melhor?Com tanta informação e tantos avanços incríveis na compreensão do Universo, como é possível que temas como fome, racismo, intolerância, corrupção, roubo, assassinato, guerra, opressão e tirania ainda dominem o cenário mundial? A resposta é simples: os grandes problemas da atualidade não são de ordem científica, tecnológica, mas sim, de ordem MORAL!
Por ex.: Uma pessoa morre a cada 3 segundos, de fome no mundo, não porque não exista quantidade suficiente de alimentos, mas porque a distribuição é negligenciada pelos grandes líderes que buscam apenas seus próprios interesses. O número de assaltos são cada vez maiores não porque não exista dinheiro para todos, mas sim porque a distribuição de renda, principalmente nos países capitalistas, é demasiadamente injusta "dentre outras coisas."
E o que dizer então da facilidade que o homem mata outro hoje em dia; que uma neta mata os avós; que os pais matam os filhos... será porque desejam "enxugar" a população ou porque aprenderam e tomaram gosto nos filmes, novelas, games e noticiários que isto não passa de um fato comum, onde morrer por nada faz parte da lei da selva? O que era incomum, agora é extremamente comum: divórcio; homossexualismo; pedofilia; lascívia; aborto, estupro, ingratidão aos pais... enfim, a cultura baseada em experiências egoístas e humanas, toma cada vez mais espaço do que antes fora considerado IMORAL. Infelizmente, vivemos o século do "eu" posso tudo!A verdade é que as pessoas estão cada vez mais sem direção. Vivemos num mundo onde o importante é ser "feliz"; mesmo que isso seja moralmente errado. "Faça o que tiver vontade", "faça o que quiser" porque afinal de contas "o mal é relativo".

Os valores, a família, a honra a Deus estão sendo esquecidos, dia após dia estão sendo deixados de lado.O mundo não saberia o que é moral se o Deus do Universo não tivesse resumido, ditado e escrito com suas próprias Mãos tal código. O nome destas instruções: "Os Dez Mandamentos"! Diferente das leis humanas “que são milhares” Deus apenas nos deixou dez grandes instruções. Princípios eternos que valem para todos os tempos, todas as épocas, e que se fossem obedecidos, acabariam com todas as tormentas da humanidade. Meu desejo sincero, é que eu e você possamos resgatar estas regras e que possam fazer parte da nossa vida; que elas possam ser muito mais do que um monte de letrinhas junto em um papel amarelo, duro e ressecado que enfeitam nossas estantes.

REFLEXÃO: Sabe, porém, isto: que NOS ÚLTIMOS DIAS sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, II Tim. 3:1-4