terça-feira, 9 de dezembro de 2008

DANIEL E O FINAL DA HISTÓRIA DO MUNDO

O livro de Daniel tem um ponto de partida e suas profecias, reveladas pelo anjo Gabriel, começam em Babilônia, depois Medo-Pérsia, Grécia, Roma, destruição do Império Romano, passando pela igreja apóstata romana, o julgamento de Deus no Céu, o fim de todas as coisas, culminando com a volta de Cristo. Cada profecia de Daniel, não importa onde comece, acaba com a volta de Cristo, finda com o retorno de nosso Senhor. Assim, o livro de Daniel enche de esperança, todo aquele que aguarda com esperança a volta de Jesus, para muito em breve.

Daniel 12:1: "Nesse tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro."
Aqui Daniel nos da um vislumbre, dos grandes acontecimentos, que indica a proximidade da volta de Jesus. Este verso de Dan. 12:1 - indica um tempo de muita angustia para as nações, aqueles que acompanham os noticiários certamente estão vendo e ouvindo, quanta calamidade tem caído sobre o planeta terra...chuvas que destrói cidades inteira. “no Brasil em vários lugares, tem abatido sobre nós tantas catástrofes, homens maus que desafiam as autoridades governamentais, e estes Governos estão em uma inércia, que não conseguem fazer nada”...

“As condições do mundo mostram que estão iminentes tempos angustiosos. Os jornais diários estão repletos de indícios de um terrível conflito em futuro próximo. Roubos ousados são ocorrência freqüente. As greves são comuns. Cometem-se por toda parte furtos e assassínios. Homens possuídos de demônios tiram a vida a homens, mulheres e crianças. Os homens têm-se enchido de vícios, e espalha-se por toda parte toda espécie de mal. Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 280.”
As nossas crianças estão sendo destruídas pelos homens maus ou muitas vezes pelos próprios pais...
Como isto é terrível. Mas não é de se admirar. “ Lucas, 21:11 – DIZ: haverá também coisas espantosas “ Estamos esperando mais espanto do que aquilo que estamos vivenciando? pois com certeza a cada dia vai piorando....

O tempo de angústia descrito por Daniel, 12:1 - não é um tempo de perseguição religiosa, mas de calamidade internacional. A expressão “qual nunca houve, desde que houve nação” mostra que esse é um tempo de angústia sobre as nações, e não sobre a igreja. Esse é o tempo de angústia que inclui as últimas pragas de Apocalipse 16 e dá desfecho à história deste mundo com a vinda de Jesus para destruir os Seus inimigos. No fim dessa tribulação, serão libertos todos aqueles cujos nomes estiverem no livro da vida.

Daniel, 12:4 – “ E você, Daniel, não conte nada disso a ninguém. Feche o livro com um selo para que fique fechado até o momento final. Muitos correrão de cá para lá, procurando ficar mais sábios.” ( Bíblia htlh )
“Este verso - sugere que o conhecimento das profecias aumentaria - Muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará” se refere mais especificamente à pesquisa das profecias para conhecer o seu verdadeiro significado. Ele aponta para os que, de maneira persistente, dedicada e meticulosa, estudam as visões. Somente esses que “correm de uma parte para outra”, ou “pesquisam” no livro de Daniel – e outros livros da Bíblia, principalmente Apocalipse -, entenderão suas verdades. Essa profecia está sendo compreendidas agora, por todos os que estudam a Palavra.

Devemos estudar os grandes sinais que indicam os tempos em que estamos vivendo.” (Manuscript Releases, vol. 4, pág. 163. Pág. 15
Nas Profecias, o futuro se apresenta diante de nós tão claramente como se revelou aos discípulos pelas palavras de Cristo. O Grande Conflito, pág. 594
As nações estão agitadas. Tempos de perplexidade se acham diante de nós. O coração dos homens está desmaiando de terror das coisas que sobrevirão ao mundo. Mas os que crêem em Deus ouvirão sua voz em meio à tormenta, dizendo: "Sou Eu. Não temais." (The Signs of the Times, 9 de outubro de 1901. Pag. 29
“Nos dias de Noé a esmagadora maioria se opunha à verdade, e se apaixonara por um conjunto de falsidades. A Terra estava cheia de violência, a guerra, o crime e o homicídio eram a ordem do dia. Assim será também antes da segunda vinda de Cristo.” (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 1, pág. 1.090)

isto está bem claro nestes dias tempestuosos em que estamos vivendo, e será que estamos adormecidos como as virgens da parábola ?