quarta-feira, 3 de outubro de 2007

O SENHOR É O MEU PASTOR


o senhor é o meu pastor sl 23:1

O autor não faz preâmbulos para explicar de onde veio o pastor ou sua origem, ou um tratado de quem ele é. Nas páginas da revelação, esta é uma figura comparável às primeiras palavras de Gênesis "No princípio, criou Deus..." Gen.1:1. Êx. 6.29 ” Falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Eu sou o SENHOR ”

A linguagem aqui é: eu conheço o Pastor naquilo em que me relaciono com Ele. A ovelha pode não conhecer muita coisa sobre quem é o pastor, mas conhece sua voz e o segue. Há uma grande lacuna entre quem é o pastor e a capacidade da ovelha em conhecê-lo em sua plenitude. Ela sabe que ele a protege e cuida para que suas necessidades sejam supridas. Da mesma forma, em nossa finitude, jamais poderemos abarcar quem é Deus. Mais do que conhecer as palavras do salmo do Pastor, é importante que conheçamos o Pastor, que nos relacionemos com Ele, que ouçamos a Sua voz e confiemos em Sua providência. Deus Se torna conhecido na revelação na medida em que Se relaciona com o homem e este permite o desenvolvimento da intimidade com seu pastor.
"Como um pastor apascenta seu rebanho, conduz carinhosamente as ovelhas que amamentam " Is 40:11, (Bíblia de Jerusalém).
Isso não significa que Deus vai fazer todas as suas vontades. Há uma diferença entre necessidade e desejos. Se Deus fizesse todas as vontades do ser humano, ele seria a criatura mais egoísta do Universo. Ele não pretende e não vai satisfazer todas as suas vontades. E, talvez por isso, até possamos ficar descontentes, mas Deus está dizendo: "Eu suprirei todas as suas necessidades." Esta era a certeza do salmista: "nada me faltará". Parece estranho pensar nisso nos dias atuais, quando o consumismo permitiu que uma série de coisas se tornasse necessidade
Quando assumimos que o Senhor é o nosso pastor, não há mais lugar para a ansiedade. Ele suprirá todas as nossas necessidades. Pode-se até dizer que o comportamento ansioso por parte de alguns é uma espécie de deísmo (pensamento daqueles que imaginam que Deus criou o mundo e o deixou entregue à sua própria sorte, não interferindo nas suas questões) ao não reconhecer a providência de Deus em sua vida.
1. Quem está no comando da minha vida?
2. Quem está dando as ordens?
3. Tenho realmente colocado o Senhor como guia dos meus passos?
4. O que deixa você ansioso?
5. O que tira você do sério, que leva você a indagar "Será que algum dia as coisas vão dar certo?"
Que tipo de pastor é Deus?

Como pastor, Ele providencia as necessidades do rebanho individualmente – pasto aos maiores e leite aos menores. Deus reconhece o nível de maturidade e conhecimento de cada um de Seus filhos e nos supre de acordo com o que carecemos (Is 40:11 B.J).
Deus tem interesse na salvação de forma individual: Ele quer você. Isto é um grande remédio para a baixa auto-estima. Deus busca individualmente cada ovelha para formar Seu rebanho (Ez 34:12).
Ele é o bom pastor. Ele conhece cada ovelha. Ele dá a vida por Suas ovelhas (Jo 10:14-16).
Aceitar Cristo como nosso Pastor dá direção e propósito à vida. Cria-se um senso de pertencimento. Não estamos desgarrados ou largados, mas há Alguém que Se importa conosco (1 Pe 2:25).
  • Qual o significado de ter alguém assim cuidando de nós? Que outras virtudes você é capaz de lembrar-se ao pensar no Senhor com seu Pastor?