quinta-feira, 17 de abril de 2008

AMOR AO PRÓXIMO


Quem é o nosso próximo? A quem realmente devemos nos importar e demonstrar o nosso amor cristão? Jesus quando aqui andou contou uma parábola muito impressionante, para mostrar quem é o próximo.

Um mestre da Lei se levantou e, querendo encontrar alguma prova contra Jesus, perguntou: —Mestre, o que devo fazer para conseguir a vida eterna? Jesus respondeu: —O que é que as Escrituras Sagradas dizem a respeito disso? E como é que você entende o que elas dizem? O homem respondeu: —“Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma, com todas as forças e com toda a mente. E ame o seu próximo como você ama a você mesmo.”A sua resposta está certa! —disse Jesus. —Faça isso e você viverá. Porém o mestre da Lei, querendo se desculpar, perguntou: —Mas quem é o meu próximo? Jesus respondeu assim: —Um homem estava descendo de Jerusalém para Jericó. No caminho alguns ladrões o assaltaram, tiraram a sua roupa, bateram nele e o deixaram quase morto. Acontece que um sacerdote estava descendo por aquele mesmo caminho. Quando viu o homem, tratou de passar pelo outro lado da estrada. Também um levita passou por ali. Olhou e também foi embora pelo outro lado da estrada. Mas um samaritano que estava viajando por aquele caminho chegou até ali. Quando viu o homem, ficou com muita pena dele. Então chegou perto dele, limpou os seus ferimentos com azeite e vinho e em seguida os enfaixou. Depois disso, o samaritano colocou-o no seu próprio animal e o levou para uma pensão, onde cuidou dele. 35 No dia seguinte, entregou duas moedas de prata ao dono da pensão, dizendo: —Tome conta dele. Quando eu passar por aqui na volta, pagarei o que você gastar a mais com ele Lucas, 10 : 25 - 35

AQUI ESTÃO ALGUMAS VERDADES PARA NÓS !

Quem é o meu próximo?" Luc. 10:29. Então, pela parábola do Bom Samaritano, Cristo revelou quem é nosso próximo, e nos dá um exemplo do amor que deveríamos manifestar àqueles que sofrem e estão em necessidade. O sacerdote e o levita, cujo dever era o de ministrar às necessidades do estranho, passaram pelo outro lado.

Quem quer que deixar de manifestar esse amor está transgredindo a lei que professa reverenciar. Pois o espírito que manifestamos para com nossos irmãos, declara qual nosso espírito para com Deus. O amor de Deus no coração é a única fonte de amor para com o nosso semelhante. "Se alguém diz: Eu amo a Deus, e aborrece a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?" Amados, "se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeita a Sua caridade". I João 4:20 e 12.

Quem se acha intimamente ligado a Cristo é elevado acima do preconceito de cor ou casta. Sua fé apodera-se das realidades eternas. O divino Autor da verdade deve ser enaltecido. Nosso coração deve encher-se da fé que atua por amor e purifica a alma. A obra do bom samaritano é o exemplo que devemos seguir.
Há muitos que perguntam, como o doutor da lei: "Quem é o meu próximo?" Luc. 10:29. A resposta nos é dada através das circunstâncias que tiveram lugar perto de Jericó, quando o sacerdote e o levita passaram de largo, deixando o pobre e ferido estrangeiro para ser cuidado pelo bom samaritano. Todo aquele que está padecendo necessidade é nosso próximo. Cada errante filho e filha de Adão que foi iludido por Satanás e escravizado por hábitos errôneos que debilitam a masculinidade ou feminilidade dada por Deus, é meu próximo.

· Muitos se dizem religiosos, cristãos, mas não desejam nenhum comprometimento com os problemas dos outros. Isto é negação de religião, isto é negar a Cristo.

· Muitos julgam que devam ajudar aos seus familiares, seus parentes, colegas e amigos, e nada mais. O seu círculo de amor é muito limitado, sua atuação muito restrita.

· Na concepção cristã, o nosso próximo não está limitado à nossa família, nossas amizades, nossa raça. Nosso próximo é todo aquele que necessita de auxílio e quem podemos ajudar.

· A parábola nos ensina que a verdadeira religião é a prática do amor. É crer fazendo. É viver o que crê, e fazer o bem que se deve fazer. Tiago diz: "A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações." Tiago 1:.27

A Bíblia nos diz: "Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de todas as tuas forças e todo o teu entendimento; e amarás o teu próximo como a ti mesmo." Lucas 10:27

Quando Jesus terminou de contar esta história do bom Samaritano, disse para o doutor da lei: "Vai e procede tu de igual modo, e mais, faze isto e viverás." Lucas 10:37-38.

Nesta parábola contada por Jesus, se você fosse um dos integrantes, quem seria você? O sacerdote? O levita? Ou o bom samaritano?

Agora olhe ao seu redor: Veja quantos necessitados, abandonados e carentes estão à beira da estrada, destruídos pelo pecado assaltados pelo mal.

Veja quanta ruína e tragédia! então reaja: Ajude alguém hoje! faça o bem a alguém; diga uma palavra de conforto; levante um caído, anime-o, ponha seu amor em prática.

Fontes de Pesquisas
Desejado de Todas Nações, p. 505
Testimonies, vol. 9, p. 200 .
Maranata, Ó Senhor Vem. P. 140
Olhando Para o Alto, P. 209
Refletindo Cristo, P. 244