terça-feira, 15 de abril de 2008

A INCREDULIDADE





"Quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?" Lc 18:8
De acordo com as palavras de Jesus, qual seria a situação da sociedade antes de Seu retorno à Terra?

Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem, Mt 24:38, 39.

Fazendo-se audaciosos em sua impiedade, caçoavam do mensageiro de Deus, recebiam frivolamente seus apelos e até o acusavam de presunção. Como ousa um homem levantar-se contra todos os grandes da Terra? Se a mensagem de Noé era verdadeira, por que todo o mundo não o viu e creu? A Palavra de um homem contra a sabedoria de milhares! Não queriam dar crédito ao aviso, nem buscar refúgio na arca. Escarnecedores apontavam para as coisas da natureza - a sucessão invariável das estações, o céu azul que nunca havia derramado chuva, os campos verdejantes refrescados pelo brando orvalho da noite - e exclamavam: 'Fala ele parábolas?' Desdenhosamente declaravam ser o pregador da justiça um rematado fanático; e continuavam mais avidamente na busca de prazeres, mais decididos em seus maus caminhos do que nunca dantes... Cristo declara que existirá idêntica incredulidade no tocante à Sua segunda vinda. Como os contemporâneos de Noé não o conheceram, 'até que veio o dilúvio e os levou a
todos, assim será também', nas palavras de nosso Salvador, 'a vinda do Filho do homem'. Mat. 24:39

"Todo o mundo cristão estará envolvido no grande conflito entre a fé e a incredulidade" Eventos Finais, p. 120

Sendo a Palavra de Deus confiável, por que muitos não a aceitam?"Qual a razão por que não compreendeis a Minha linguagem? É porque sois incapazes de ouvir a minha palavra... Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso, não Me dais ouvidos, porque não sois de Deus" Jo 8:43, 47

"Há uma classe numerosa pela qual a Palavra de Deus é olhada com desconfiança, pela mesma razão por que o foi o seu Autor: porque ela reprova e condena o pecado. Os que estão indispostos a obedecer-lhe aos preceitos, esforçam-se por subverter a sua autoridade"

Por que Deus, então, não Se revela de modo contundente a esse mundo e elimina a possibilidade de incredulidade?"Com o objetivo de assegurar que a nossa escolha é totalmente livre, Ele nos colocou num ambiente repleto de provas de Sua existência, mas sem a Sua presença direta – uma presença tão poderosa que poderia sobrepujar nossa liberdade e, assim, negar nossa possibilidade de rejeitá-la.

Quando os discípulos perguntaram a Jesus porque ele lhes falavam por parábolas, ele respondeu.! É por isso que eu uso parábolas para falar com essas pessoas. Porque elas olham e não enxergam; escutam e não ouvem, nem entendem. E assim acontece com essas pessoas o que disse o profeta Isaías: Vocês ouvirão, mas não entenderão; olharão, mas não enxergarão nada. Pois a mente deste povo está fechada: Eles taparam os ouvidos e fecharam os olhos. Se eles não tivessem feito isso, os seus olhos poderiam ver, e os seus ouvidos poderiam ouvir; a sua mente poderia entender, e eles voltariam para mim, e eu os curaria! disse Deus. Jesus continuou, dizendo: Mas vocês, como são felizes! Pois os seus olhos vêem, e os seus ouvidos ouvem. Mat. 13 : 13 – 16

Raramente se vence a incredulidade pela discussão. Antes, isso como que a põe em guarda, encontrando novo apoio e desculpa. Mas revele-Se Jesus, em Seu amor e misericórdia, como o Salvador crucificado e, de muitos lábios antes contrários, ouvir-se-á a frase de reconhecimento, proferida por Tomé: 'Senhor meu e Deus meu!' João 20:28" Qual deve ser, então, a postura dos cristãos diante dos incrédulos?
Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem" Lc 23:34

Devemos esperar enfrentar a incredulidade e a oposição. A verdade sempre tem tido de contender com esses elementos. Mas embora se vos defronte a mais terrível oposição, não acuseis vossos oponentes. Talvez eles pensem, como aconteceu com Paulo, que estão fazendo o serviço de Deus; e para com eles devemos manifestar paciência, mansidão e longanimidade..
"Sem fé é impossível agradar a Deus, Hb 11:6."
A desconfiança em Deus é produto natural do coração não renovado, que está em inimizade com Ele. A fé, porém, é inspirada pelo Espírito Santo, e unicamente florescerá à medida que for acalentada"

Fontes de Pesquisas
Escritos de Michelson Borges
O Grande Conflito, p. 338, 526, 527
Eventos Finais, p. 120
O Desejado de Todas as Nações, p. 808
Educação, p. 305